Parceiros Voluntários Canoas

Tamanho não é documento: o voluntariado na infância

_DSC0058bxNem só de jovens é composta a ação Tribos nas Trilhas da Cidadania. No dia 15 de agosto, crianças integrantes da iniciativa se reuniram para mostrar que entendem de solidariedade como ninguém. A 6ª edição do Fórum Mirim ocorreu na Casa do Babinho, contando com a presença das escolas Anísio Spinola Teixeira, Cara Melada, Carinha de Anjo, Julieta Balestro e Ulbra São João.

Para os pequenos empreendedores sociais, voluntariado e diversão caminham juntos. Educadores buscam associar exercícios lúdicos a cada etapa do projeto, facilitando a aprendizagem dos conceitos sobre cidadania nesta fase tão importante para a formação do ser humano. Logo no início do ano, as tribos escolheram um tema entre educação para a paz, meio ambiente e cultura a fim de executarem intervenções em suas comunidades. O evento foi uma oportunidade para compartilharem as atividades já desenvolvidas.

Isabela Valentina, de quatro anos, não teve medo do microfone. A menina contou que sua turma já plantou flores, mudas de árvores e visitou o Jardim Botânico para descobrir mais sobre a fauna e flora locais. Com a ajuda dos pais, estão cultivando uma horta que proporciona temperos e saladas para as famílias. “Toda a escola está envolvida, nós nos revezamos no cuidado do espaço”, relata a professora Jerusa Ribeiro, da Carinha de Anjo. Ela ressalta a importância de movimentar os aprendizes para práticas cotidianas de sustentabilidade.

O colégio Ulbra São João também conta com um time de peso quando o assunto é cuidar do planeta. Uniformizados com a camiseta do projeto e uma pulseira confeccionada pela professora Luanna Forte Pacheco, os Defensores do Meio Ambiente se sentem verdadeiros super heróis no combate à poluição. Luanna ficou surpresa com a consciência dos alunos da educação infantil. Após descobrirem que os lixos entopem bueiros e pioram a situação de alagamentos no bairro Mathias Velho, o grupo se mobilizou para recolher qualquer resíduo encontrado no pátio da instituição de ensino.

Julieta Balestro foi outra escola que decidiu zelar pela natureza. A equipe criou seus próprios globos com inspiração no livro Um Mundinho Para Todos, onde animais, plantas e pessoas convivem em harmonia. Seguindo outra trilha, a escolhinha Cara Melada promoveu visitas aos espaços de Canoas. A Feira do Livro e a Casa dos Rosa foram dois pontos turísticos escolhidos na cidade. Já a Anísio Spinola propiciou eventos culturais dentro da sala de aula, como a roda de violão que fez sucesso com os estudantes.

“O futuro está nas mãos das crianças, por isso ficamos felizes por vê-las tão motivadas a mudarem a realidade”, afirma Vitória Costa, coordenadora do projeto Tribos na Parceiros Voluntários de Canoas. Na ocasião, os 160 participantes ainda conferiram um teatro oferecido por educandos da EMEF Nancy Pansera. O restante da tarde foi reservado para entretenimento com os brinquedos e animadores do salão de festas.

Comentários

Mantenedores